Microcalcificações agrupadas sem nódulo

Microcalcificações existem em quase todas as mamas e são normais.

Microcalcificações agrupadas são comuns em muitas alterações da mama, inclusive o câncer. Às vezes é muito fácil afirmar que as microcalcificações agrupadas são malignas ou benignas, mas freqüentemente ficamos em dúvida.

As microcalcificações agrupadas apresentam aspectos na mamografia que podem ser classificados como:

1 BIRADS 2- benignas
2 BIRADS 3- provavelmente benigna (2% de probabilidade de ser câncer)
3 BIRADS 4-Este pode ser A,B ou C. A subdivisão A é menos provável, a B intermediaria e a C a mais provável chegando a 20% de probabilidade de ser um carcinoma.
4 BIRADS 5- Alta probabilidade de ser câncer
5 BIRADS 6- usado somente quando já foi confirmado o diagnóstico

Em caso de dúvida é aconselhável realizar biopsia por agulha dirigida por estereotaxia (aparelho acoplado ao mamógrafo que nos permite atingir as microcalcificações com erro mínimo).

No birads 3 geralmente propomos simples controle mamográfico.No birads 4 geralmente realizamos biopsia por agulha.No birads 5 preferimos fazer a biopsia por agulha, mas algumas vezes já propomos a biopsia de congelação.

A biopsia por agulha é realizada na Clínica, com anestesia local e é praticamente indolor.

A paciente fica com a mama comprimida enquanto se realiza o exame.Existem dois tipos de agulhas para diagnóstico de microcalcificações.A primeira, chamada ‘core’(agulha grossa) e a segunda denominada mamotomia (agulha grossa assistida a vácuo) que pode retirar quantidades maiores de tecido em relação à ‘core’.

Em alguns casos a mamotomia é mais confiável, mas freqüentemente a ‘core’ é tão eficiente quanto a mamotomia.

O resultado dessa biopsia deve ser correlacionado com a imagem para se decidir se deve ser operada ou não.Na maioria das vezes, quando o resultado é benigno não é necessário cirurgia.

Às vezes, mesmo com resultado benigno através de biopsia por agulha, é aconselhável a retirada total da lesão através de cirurgia.

Considero importante a biopsia por agulha, pois alem de evitar cirurgias desnecessárias quando resultam benignas, permitem um plano cirúrgico mais eficiente quando malignas.A biopsia de congelação nem sempre é possível em microcalcificações agrupadas.

Na grande maioria das vezes que o resultado da biopsia é carcinoma, esse é do tipo totalmente curável (Carcinoma ductal in situ) e freqüentemente não é necessário retirar a mama ou os gânglios da axila.

O carcinoma ductal in situ, por ser totalmente curável através de cirurgia, tem sido proposto mudança do seu nome para lesão proliferativa da mama



produzido por ProWeb