Vou fazer uma punção de mama

As puncões de mama podem ser por agulha fina, ou por agulha grossa (tipo core, ou mamotomia).

Podem ser realizadas a mão livre, em caso de nodulos palpáveis, ou guiadas por ultra-sonografia, em caso de nodulos visíveis ao ultra-som, ou guiadas por estereotaxia (raios-x), em caso de nodulos visíveis na mamografia.

Em caso de nodulos visíveis, tanto na mamografia, como na ultra-sonografia, opta-se pela punção guiada pela ultra-sonografia, pela praticidade do método, pelo maior conforto da paciente, estando a mesma com as mamas livres, durante a punção.

As punções também podem ser realizadas por ressonância magnética, porem ainda não tao freqüente no nosso meio.

No caso das punções guiadas por estereotaxia (raios-x), a paciente poderá ficar sentada ou deitada, dependendo do tipo de aparelho, e a lesão da paciente e radiografada, sendo feito um cálculo estereotáxico (espacial), da localização exata da lesão mamária.

No caso das punçoes guiadas por ultra-sonografia, a imagem nodular e localizada na ultra-sonografia, assim como todo o trajeto da agulha e acompanhado ao ultra-som.

Amostras do nódulo são colhidas durante a punção, que quando realizada por agulha fina, utiliza uma seringa simples de injeção com agulha fina acoplada.

Esta punção e indolor e muito simples e rápida.

Na punção por agulha grossa do tipo core, após anestesia local da pele, retira-se fragmentos da lesão mamária, sendo que apos a retirada da agulha da mama, torna a ser reintroduzida, abordando-se com isto várias posicões dentro da lesão.

Na punção por agulha grossa do tipo mamotomia, utiliza-se de uma agulha grossa acoplada a um sistema a vácuo, onde se realizam cortes rotatórios com possibilidade de retirada de toda a lesão, dependendo do tamanho da mesma, e em caso de benignidade da lesão.



produzido por ProWeb